Erdotin

Indicação

Para que serve?

Mucolítico e fluidificante nas afecções agudas e crônicas do aparelho respiratório.

Contraindicações

Quando não devo usar?

Hipersensibilidade à erdosteína. Devido à provável interferência do metabolismo do produto com o metabolismo da metionina, Erdotin é contra-indicado para pacientes com cirrose hepática e deficiência da enzima cistationina sintetase. Fenilcetonúricos não devem fazer uso do granulado e suspensão extemporânea devido à presença de aspartame nas formulações.

Posologia

Como usar?

Cápsulas 300 mg: adultos: 1 cápsula, 2 vezes ao dia. Envelope (granulado): crianças com mais de 30 kg: 1 envelope, 2 vezes ao dia; adultos: 1 envelope, 2 a 3 vezes ao dia; idosos: 1 envelope, 2 vezes ao dia. Dissolve-se o conteúdo do envelope em ¢ copo de água e ingerir em seguida. Suspensão extemporânea (uso infantil): crianças com 10 a 20 kg: 2,5 ml, 2 vezes ao dia; crianças com 21 a 30 kg: 5,0 ml, 2 vezes ao dia; crianças com mais de 31 kg: 7,5 ml, 2 vezes ao dia; adultos e crianças a partir de 15 anos: 10 ml, 2 vezes ao dia. Adicionar água fria filtrada ou fervida no frasco para completar o nível assinalado. Agitar até a completa dissolução e, se necessário adicionar mais água para atingir novamente a marca e agitar. A solução pronta pode ser usada dentro de um tempo máximo de 10 dias, quando corretamente armazenada em local fresco. Agite antes de usar. Erdotin não deve ser utilizado por crianças abaixo de 2 anos. Superdosagem: informações sobre superdosagem no homem não são disponíveis. Na eventualidade de superdose ingerida inadvertidamente, deve-se esvaziar o estômago induzindo o vômito ou por lavagem gástrica e aplicar cuidados gerais.

Efeitos colaterais

Quais os males que pode me causar?

Com doses altas foram relatados casos de transpiração, tonturas e ondas de calor.

Advertências e precauções

O que devo saber antes de usar?

Erdotin granulado e suspensão extemporânea contêm sacarose, que apresenta restrições a pacientes diabéticos ou pacientes submetidos a dietas hipocalóricas. Em insuficiência hepática renal grave (clearance de creatinina menor que 25 ml/min), pode ser necessário dividir pela metade a dose diária. – Gravidez e lactação: embora não tenham sido observados efeitos teratogênicos ou toxicidade embriofetal nos estudos pré-clínicos, erdosteína (como qualquer droga nova) não deve ser administrada a mulheres durante a gravidez e lactação e em crianças durante a amamentação e menores de 2 anos. Interações medicamentosas: não foram descritas interações entre a erdosteína e outros medicamentos. Erdotin pode, portanto, ser administrado em conjunto com antibióticos, broncodilatadores (teofilínicos ou beta 2-simpatomiméticos, sedativos da tosse, etc.).

Composição

Cada cápsula contém: erdosteína 300 mg;excipiente q.s.p. 1 cápsula. Granulado: cada envelope contém: erdosteína 225 mg; excipiente q.s.p. 4,425 g. Suspensão extemporânea: cada ml da solução reconstituída contém: erdosteína 35 mg; veículo q.s.p. 1 ml.

Apresentação

Caixas com 20 cápsulas de 300 mg; granulado 225 mg: caixas contendo 20 envelopes de 4,425 g; suspensão extemporânea 25 g correspondente a 50 ml após reconstituição; suspensão extemporânea 50 g correspondente a 100 ml após reconstituição.

Laboratório

Asta Médica Ltda.

Tel: (11) 3209-1660


1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...