Reduclim

Indicação

Para que serve?

Tratamento das queixas resultantes da menopausa natural ou cirúrgica.

Contraindicações

Quando não devo usar?

• Gravidez;
• Casos confirmados ou suspeitos de tumores estrogênios dependentes;
• Distúrbios cardiovasculares ou cerebrovasculares como tromboflebites, processos tromboembólicos ou história pregressa dessas condições;
• Distúrbios hepáticos graves;
• Sangramento vaginal não diagnosticado.

Posologia

Como usar?

Tomar 1 comprimido ao dia, preferivelmente sempre à mesma hora.• Resultados mais favoráveis são obtidos quando o tratamento tem duração de pelo menos 3 meses.

Efeitos colaterais

Quais os males que pode me causar?

• A incidência de reações adversas com o uso da tibolona é muito baixa.

• Ocasionalmente poderão ser observadas as seguintes reações: alteração no peso corpóreo, vertigem,dermatose seborréica sangramento vaginal, aparecimento pela primeira vez de dores de cabeça tipoenxaqueca, ou dores de cabeça com freqüência e intensidade não habituais, alteração nos parâmetros de função hepática, aumento dos pelos faciais, desconforto gastrintestinal e edema pré- tibial, transtornos de visão ou auditivos, inchaço ou dores não habituais no tórax, aparecimento de icterícia, hepatite, aumento considerável da pressão arterial e aumento de ataques de epilépticos.

Advertências e precauções

O que devo saber antes de usar?

• Antes de iniciar um novo tratamento realizar exame clínico e ginecológico.

• A utilização da tibolona durante a pré- menopausa, em mulheres com ciclos regulares, exigirá a atenção da paciente para a possibilidade de alterações da regularidade dos ciclos devido à possível inibição da ovulação.

Além disto, a tibolona demonstrou ser teratogênica, portanto, o risco de gravidez deve ser afastado.

• A tibolona não deverá ser utilizada como contraceptivo oral.

• Exames médicos periódicos são recomendados durante o tratamento prolongado com esteróides que apresentem atividade hormonal.

• Dosagem maiores do que recomendada poderão induzir a sangramentos vaginais. Quando doses altas forem necessárias, recomenda- se a administração adicional de progestogênios a intervalos regulares, por exemplo, durante 10 dias a cada 3 meses de tratamento.

• O tratamento deverá ser descontinuado na ocorrência de sinais de processos tromboembólicos, resultados anormais para os testes de função hepática ou na ocorrência de icterícia colestática.

• Pacientes portadoras de qualquer das seguintes condições deverão ser monitorizadas: Disfunção renal, epilepsia, enxaqueca ou história pregressa dessas condições, na vez que o uso de esteróides com atividade hormonal poderá ocasionalmente, induzir a retenção hídrica;
Hipercolesterolemia, uma vez que foram observadas alterações no perfil lipídico durante o tratamento com a tibolona;
Distúrbios no metabolismo dos carboidratos, uma vez que o tratamento com a tibolona poderá diminuir a tolerância à glicose e aumentar a necessidade dos agentes hipoglicemiantes.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

A possibilidade de uma toxicidade aguda devido a superdosagem de tibolona é improvável. Nesta situação pode possivelmente ocorrer apenas distúrbios gastrintestinal. O tratamento é sintomático.

Composição

Cada comprimido contém:2,5 mg ou 1,25mg de tibolona
Excipientes (lactose anidra, celulose microcristalina, amido glicolato de sódio e estearato de magnésio) q.s.p. 1 comprimido.

Armazenamento

Onde como e por quanto tempo posso guardar?

Não consta.

Apresentação

Comprimido de 2,5 mg Blister de alumínio/plástico incolor com 28 comprimidos Cartucho com 1 blister.

Interações Medicamentosas

• Anticoagulantes: Potenciação do efeito anticoagulante quando utilizados concomitantemente com a tibolona, devido ao aumento da atividade fibrinolítica do sangue determinada pela ação da tibolona.

• Fármacos indutores enzimáticos: podem acelerar o metabolismo da tibolona, determinando uma redução da sua atividade.

Informações Legais

Não consta.

Laboratório

FARMOQUIMICA
Rua General Polidoro, 105
Rio de Janeiro/RJ – CEP: 22280-001
Tel: 55 (021 )275-3548
Fax: 55 (021) 542-6747
Site: http://www.farmoquimica.com.br/


1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...